Temporal provoca estragos e queda de energia

  • Danilo Janine
  • 20/11/2013
  • 00:00

Chuva começou no início da noite e durou pouco tempo

A chuva forte que atingiu a região, no final da tarde de ontem, causou estragos em diversos pontos de Limeira. Em pelo menos cinco regiões da cidade, problemas - como casas destelhadas, árvores caídas em carros e em casas, buracos em ruas e pequenos pontos de alagamento - foram registrados. Até o início da noite de ontem, Bombeiros e Defesa Civil não tinham recebido chamadas com feridos pela chuva.

Na região do Jardim Brasil, uma das mais afetadas, uma árvore arrancou a fiação elétrica de uma casa e caiu sobre dois carros na rua Einstein. Os próprios moradores cortaram os galhos para retirar os veículos. "Ligamos para o Corpo de Bombeiros e para a Defesa Civil. Como eles disseram que havia muitas ocorrências, resolvemos cortar nós mesmos", disse o topógrafo Cláudio de Lima, 58 anos, dono de um dos carros atingidos.
Sobre o prejuízo que a queda da árvore causou em seu carro, ele disse que irá procurar a prefeitura para ser ressarcido. "Vou tirar cópia de todos os protocolos que ela (vizinha) pediu a retirada dessa árvore e vou entrar com uma ação contra ela (prefeitura)", desabafou.
A vizinha a quem Lima se referiu é a aposentada Tereza Luiz Olivatto, 76, que ficou sem água e energia elétrica em sua casa. A árvore arrancou os fios que ligam o poste ao imóvel. "Já tinha pedido mais de três vezes para tirarem essa árvore. Ela estava torta, danificava a calçada e sempre tinha que arrumar a calha da minha casa que os galhos estragavam", contou. "Cansei. Eles (prefeitura) esperaram algo acontecer e só agora irão tirar a árvore", completou a aposentada, afirmando que não arcaria com os prejuízos causados pela chuva.
Outro morador do bairro, o também aposentado João de Souza, 70, confirmou a versão de Tereza sobre os pedidos para que a árvore fosse retirada. "A prefeitura não está nem aí. E agora, quem paga?, falou o aposentado, que estava no bar e viu o exato momento em que a árvore caiu sobre os carros. "Deu aquela ventania e a árvore veio abaixo, puxando fio e tudo", contou.

MAIS ESTRAGO
Próximo dali, outra queda de árvore também causou transtornos. O vento forte derrubou a árvore, que arrancou o poste de energia e parte da calha da residência da dona de casa Leonice Malavazi Rosa, 47. Técnicos da Defesa Civil trabalhavam no local. "(A vizinha) já tinha pedido várias vezes para a prefeitura retirar essa árvore. Ela estava torta", disse.
"E agora? Quem vai pagar o conserto da minha casa", completou.
Técnico da Defesa Civil, José Carlos de Campos, que estava em frente à casa de Leonice, no Jardim Brasil, contou que o órgão tinha recebido várias chamadas sobre quedas de árvores, que eram repassadas ao Corpo de Bombeiros, e falta de energia. Ainda segundo Campos, até meados da noite, a Defesa Civil não tinha recebido chamadas sobre feridos.
Um pequeno alagamento e enxurradas na rotatória da avenida Laranjeiras, queda de eucaliptos em trechos do Anel Viário, além de casas destelhadas na Vila Castelar também foram registrados. Ocorrências parecidas também teriam sido registradas em Cordeirópolis.

ENERGIA ELÉTRICA
A Elektro informou, por meio de nota enviada pela Assessoria de Imprensa, que o temporal que atingiu Limeira, no início da noite, provocou vários estragos. Objetos - como telhas - foram lançados à rede elétrica e provocaram a interrupção no fornecimento de energia nos bairros Vila São João, Parque Real, Jardim Brasil e parte do Centro.
A nota informou ainda que a Elektro mobilizou cerca de 40 pessoas que conseguiram concluir o restabelecimento de energia a 80% dos clientes em menos de uma hora após o temporal e que equipes da concessionária continuavam trabalhando para amenizar o impacto a população.
Clientes podem entrar em contato com a Elektro - 0800-7010102.



20/11/2013 15:27

Ainda nao sabemos prevenir, pois temos o tao falado "Sao muitas arvores e pouca equipe." Mas, os custos após um forte chuva, A quem fica?

Escrito por: andre mauro beraldo

Av. Agostinho Prada, 2651 | Limeira-SP | (19) 3404.5050

© 2014 Jornal de Limeira - Todos os direitos reservados.

Subir